terça-feira, 7 de março de 2017

Gênero Diário


GÊNERO TEXTUAL "DIÁRIO"


Entenda o gênero textual ‘diário’ e suas características
O diário é escrito em linguagem informal, com o registro da data, e possui caráter confidente. Conheça as características deste gênero textual

Você já pensou em utilizar uma espécie de caderno para anotar os acontecimentos mais importantes do seu dia? O diário é um instrumento de produção de cultura utilizado no mundo inteiro, que serve para registrar as experiências cotidianas, situando-as no tempo.
Como você deve se lembrar, todos os textos – sejam eles orais ou escritos – possuem algumas características específicas que permitem a sua classificação em determinado gênero textual. O diário é um dos gêneros textuais que podemos encontrar na nossa vida cotidiana.

 

Quais são as características do diário?

O diário é um dos gêneros da chamada literatura autobiográfica, no qual são relatados acontecimentos cotidianos a partir de um ponto de vista pessoal. Trata-se de um texto escrito em linguagem informal, com o registro da data, e de caráter confidente, sendo que o(a) próprio(a) escritor(a) costuma ser o(a) destinatário(a).
No geral, o diário é escrito em primeira pessoa e, dependendo de sua função, pode ser utilizado como algo público, privado, comunitário ou pessoal.
Confira a seguir as características do gênero textual diário:
·         O diário pode ser real ou fictício;
·         Pode conter ou não assinatura;
·         Apresenta a sinceridade de quem escreve o texto;
·         Pode ser escrito em períodos curtos ou longos;
·         As páginas apresentam a data em que o texto foi escrito;
·         Texto em 1ª pessoa;
·         Pode ou não ser dirigido a alguém;
·         Diário pessoal: é formado por relatos íntimos que devem ser lidos apenas por quem escreveu o texto. Possui linguagem simples, cotidiana, sem preocupações literárias;
·         Diário de ficção: é uma obra literária com o formato de anotações pessoais. Nele, o(a) autor(a) registra as experiências vividas no dia a dia.

 

Qual é a estrutura do diário?

Geralmente, um diário é formado pelas seguintes partes: vocativo, data, desenvolvimento e assinatura.
É bastante comum iniciar o texto com o vocativo “Meu querido diário”, pois não será direcionado a uma pessoa específica.

Sequência Didática

Objetivos:

·         Desenvolver o gosto pela leitura;
·         Interpretar retirando informações oferecidas pelo texto;
·         Interpretar o texto fazendo inferências;
·         Resolver exercícios envolvendo os questionamentos apresentados;
·         Conhecer as características do gênero diário;
·         Produzir textos em forma de diário.

Série/Ano: 3º ano Fundamental I (8 anos) 

Duração das atividades:
06 aulas

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
·         Saber ler com fluência e rapidez;
·         Saber narrar;
·         Utilização do laboratório de informática;
 Fornecer orientação específica aos alunos para ler, interpretar e escrever diário;
  • Localizar e diferenciar as partes que compõem um diário;
  • Produzir texto seguindo os itens:
                 → Caracterização de personagens, incluindo sentimentos e sensações;
                 → Descrição de cenários e ambientes;
              → Marcadores temporais e espaciais;
* Escrever em linguagem informal.

Aula 1
Atividade 1
 

O professor deverá perguntar aos alunos quem é que, na turma, escreve diários. Escolher um aluno que respondeu afirmativamente para contar à turma como é que o faz. Diariamente, semanalmente, escreve tudo: "tim-tim por tim-tim"?

Atividade 2 

Para iniciar a atividade 2, o professor deverá perguntar se já leram alguma obra literária em que o autor escreve sob a forma de "diário. Na sequência, deverá levar os alunos ao laboratório de informática para terem conhecimento de alguns modelos de diário disponíveis em:
Na sequência, o professor deverá comentar sobre a obra "O diário de Anne Frank". Como ele não é próprio para essa faixa etária, dele se explorará somente a estrutura. Assim, o aluno terá a oportunidade de conhecer as características do diário.
Importante:  Professor, o Diário de Anne Frank contém seus pensamentos e reflexões na forma de cartas nas quais Anne relata sua vida cotidiana, ao mesmo tempo em que questiona sua situação durante o tempo em que permaneceu escondida num refúgio no centro de Amsterdam entre 12 de junho de 1942 a 1 de agosto de 1944. É a reflexão e o desabafo de uma adolescente que acredita que um dia voltaria a viver em liberdade e feliz.

Aula 2
Atividade

O professor deverá entregar aos alunos cópia do texto "Confissões de um vira-Lata" transcrito a seguir. Os alunos deverão ler o texto silenciosamente e depois de conversarem sobre ele com a professora, deverão responder às questões sugeridas abaixo.

CONFISSÕES DE UM VIRA-LATA

Sou vira-lata com orgulho. 
Coisas simples me fazem feliz: um bom prato de comida, água fresca, carinho na barriga e cafuné...
Posso conseguir isso e muito mais, só preciso olhar pra você e abaixar as orelhas. 
Quer apostar que conquisto você?
PEQUENAS CONSIDERAÇÕES SOBRE MIM QUE FIZ AO LONGO DA VIDA:
·         Se ficar encarando uma pessoa por bastante tempo, você acaba conseguindo o que quer.
·         Quando se trata de sexo, se você não conseguir o que quer de primeira, implore. Abaixe as orelhas e olhe bem nos olhos... Nada mais eficaz.
·         Não saia sem identificação.
·         Seja direto com as pessoas; demonstre seus sentimentos. Só tenha cuidado com os locais que escolhe para isso.
·         Saiba quando segurar a língua e quando usá-la.
·         Sempre deixe espaço para uma boa soneca em sua programação.
·         Cumprimente as pessoas de forma amigável: uma bela cheirada no meio das pernas é muito eficaz. (comigo funciona!)
·         Quando fizer algo de errado, sempre assuma a culpa (assim que for arrastado do seu esconderijo embaixo da cama).
·         Se não for molhado e babado, não é um beijo de verdade.
·         Quando sair para ver o mundo, lembre-se: sempre pare para cheirar as rosas… e as árvores, a grama, as pedras, os hidrantes… O mundo pode ter pressa, eu não!
·         Nunca deixe passar uma oportunidade de dar uma fugidinha.
·         Sinta o ar puro e o vento em seu rosto como se fosse a oitava maravilha do mundo. Aliás, é.
·         Quando as pessoas queridas chegarem em casa, sempre corra para cumprimentá-las. Mesmo que estejam usando a melhor roupa do armário e que você tenha acabado de brincar no quintal.
·         Quando for do seu interesse, seja obediente. Preste bem atenção: SÓ QUANDO FOR DO SEU INTERESSE.
·         Deixe que os outros saibam quando invadirem seu território.
·         Tire umas sonecas e se espreguice antes de levantar.
·         Corra, saltite e brinque diariamente.
·         Coma com gosto e entusiasmo. Pare quando estiver satisfeito.
·         Seja fiel A QUEM É FIEL COM VOCÊ.
·         Nunca finja ser algo que você não é.
·         Se o que você quiser estiver enterrado, cave até encontrar.
·         Se uma pessoa estiver tendo um dia ruim, fique em silêncio, sente perto dela e encoste-se gentilmente.
·         Alegre-se ao conseguir atenção e deixe que as pessoas o toquem.
·         Evite morder se uma simples rosnada funcionar.
·         Em dias de calor agradável, pare para deitar de barriga para cima na grama.
·         Em dias muito quentes, beba muita água e deite sob a sombra de uma árvore.
·         Quando estiver contente, pule e balance todo o corpo.
·         Não importa o quanto você for censurado, não se sinta culpado e não faça bico... corra de volta e faça as pazes.
·          Delicie-se com o simples prazer de uma longa caminhada.

Interpretação e compreensão do texto:

1- Você concorda que o cãozinho do texto tem comportamentos muito parecidos com o dos humanos?  Sim - Não. Por quê?
1.1. Faça um levantamento das atitudes que ele tem iguais às suas.
2- Quais as atitudes dele que te desagradam?
3. O que ele quis dizer com:
a- "…só preciso olhar pra você e abaixar as orelhas."
b- "PEQUENAS CONSIDERAÇÕES SOBRE MIM QUE FIZ AO LONGO DA VIDA."
c- "(assim que for arrastado do seu esconderijo embaixo da cama)".

Aula 3
ATIVIDADES DE INTERPRETAÇÃO DO LIVRO “DIÁRIO DE BILOCA


DIÁRIO DE BILOCA

São Paulo, 15 de fevereiro de 1989.

Ganhei este diário hoje. Mentirinha. Eu ganhei no ano passado, no dia da troca do presente de amigo secreto. Fiquei super feliz de ter sido amiga da Dri. Além do diário ganhei uma pulseira lindérrima. Adorei o diário... Mas só estou começando a escrever hoje porque vieram as férias ... O início das aulas ... Na verdade, não tinha começado ainda por pura preguiça – gostar de escrever eu até gosto. E prometo, de pés juntos e dedos cruzados, que a partir de hoje não falho mais um dia sequer... Só se... Espero realmente que aconteçam boas coisas para contar. Se for como o ano passado, cruz credo. Nem gosto de lembrar, mas como não consigo controlar a portinha da lembrança, acabo pensando tudo outra vez. A pior de todas foi mesmo a recuperação que eu peguei em Português. Por pouco, muito pouco, não termino o ano com uma preciosa bomba que certamente iria explodir na minha casa. Ufa, ainda bem que passou, e o que passou, passou. Como diz minha avó: “Águas passadas não movem moinhos”. Se movem ou não movem não quero saber, este ano eu não vou marcar bobeira. Recuperação nunquinha, nunquinha. Vou tirar tudo de letra. Bem ... chega de falar de coisa chata. Acho que para começar um diário é preciso coisas alegres, senão dá azar.
GARCIA, Edson Gabriel. Diário de Biloca. São Paulo, Atual, 1989. p. 1. (Série Tirando de letra)
Questão 01
 Responda de acordo com o texto:
a)    Quando a personagem ganhou o diário? 
b)   Qual é a importância de se colocar a data quando se escreve em um diário ou carta? 
c)    Biloca acha que “(...)para começar um diário é preciso coisas alegres, senão dá azar” Você concorda com ela? Por quê? 

Questão 02
Releia o trecho: “Espero realmente que aconteçam boas coisas para contar. Se for como o ano passado, cruz credo”. O que significa a expressão em destaque? Marque com um ( X ):
(    ) Que bom!             
(    ) Sensação ruim.            
(    ) É uma sensação maravilhosa.

Questão 03
Biloca escreveu várias informações sobre sua vida. De acordo com o que ela escreveu coloque: ( V ) Para a informação verdadeira e ( F ) para falsa:
(    ) Biloca também fez um juramento: - Recuperação nunquinha, nunquinha!
(    ) Não tive preguiça e comecei a escrever assim que ganhei o diário.
(    ) Ganhei este diário no ano passado, da Dri.
(    ) Biloca ficou em recuperação em História.

ENTENDENDO O TEXTO               
1.    O que você descobriu sobre Biloca ao ler esse trecho do diário?      
2.    Esse diário é de verdade? Como você descobriu?
 3. Por que você acha que as pessoas escrevem em um diário?
4. Qual é a importância de se colocar a data quando se escreve em um diário?
5. Copie o trecho que mostra a razão de a personagem ter demorado para começar o diário.
6. Localize no texto “Diário de Biloca” as expressões que retratam a língua oral, ou seja, o modo mais parecido com a fala. Anote-as abaixo.

Aula 4
Produção de texto:

O professor deverá estimular os alunos a produzirem textos expressivos conforme uma das sugestões abaixo. Chamar a atenção para os aspectos formais e de conteúdo. Escolha um dos temas para escrever um bonito texto. O texto deverá ser recolhido para correção.

1- Relembre um episódio de sua vida, uma data que foi importante, uma pessoa, um susto, uma alegria e conte em forma de diário.
2- Como você notou, no “diário de um vira-lata”, o cãozinho começou a fazer seu diário e depois se desviou dando alguns conselhos. Não faça como ele, diga o que você faz. Relate cronologicamente fatos e acontecimentos do dia-a-dia consignando opiniões e impressões, confissões e/ou meditações.
Quando terminar,  ilustre seu texto para ser colocado no mural da sala.

Aula 5
Atividade 1: Filme “Diário de um banana: Dias de cão”

Assistir ao filme com a turma para interpretação posterior.

Aula 6
Interpretando o filme

As férias são o período do ano mais esperado por muita gente na escola. Afinal, nada é melhor do que fazer só o que se gosta. Em “Diário de um Banana – Dias de Cão”, é baseado na famosa série de livros de Jeff Kinney, Greg planeja suas férias de verão para que elas sejam perfeitas.

1)      De jeito Greg consegue descobrir os dois últimos números do telefone de Holly?

2)      O que Greg gosta de passar o dia inteiro fazendo?

3)      Qual era forma que Greg encontrava para fazer o que queria?

4)      Você concorda com a forma de Greg resolver seus problemas? Por quê?

5)      Essa história é real ou ficção? Justifique sua resposta.

6)     (Atividade extra) Descubra se um filme é indicado para sua faixa etária, tempo de duração, gênero. De acordo com as informações abaixo, responda:


a)    Qual é a duração do filme?

b)    Quantas e quais são as línguas presentes no filme?

c)    Qual o gênero do filme?

d)    Este filme é indicado para sua faixa etária?

e)    Onde você encontra este tipo de informação?


Avaliação

O professor deverá recolher os textos para correção.
Observar se a produção do diário é vista pelos alunos não apenas como expressão do que sentem/pensam, mas também como um espaço para a reflexão de suas próprias ações.

 

Exemplos de diário Fundamental II

Alguns modelos de diário são os seguintes: Caderno de Segredos (Lino de Albergaria), O Diário de Anne Frank (Anne Frank) e Vozes Roubadas (Zlata Filipovic).
Confira a seguir um trecho retirado de “O Diário de Anne Frank”:

“Domingo, 14 de junho de 1942

Vou começar a partir do momento em que ganhei você, quando o vi na mesa, no meio dos meus outros presentes de aniversário. (Eu estava junto quando você foi comprado, e com isso eu não contava.)
Na sexta-feira, 12 de junho, acordei às seis horas, o que não é de espantar; afinal, era meu aniversário. Mas não me deixam levantar a essa hora; por isso, tive de controlar minha curiosidade até quinze para as sete. Quando não dava mais para esperar, fui até a sala de jantar, onde Moortje (a gata) me deu as boas-vindas, esfregando-se em minhas pernas.”


Créditos: minha colega Caroline Dias da Silva (professora do 3º ano EFI) - Obrigada ;)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

PROJETO MÚSICAS INFANTIS - CANTIGAS DE RODA

PROJETO MÚSICAS INFANTIS - CANTIGAS DE RODA



Assunto: Músicas infantis e Cantigas de roda

Justificativa: Toda criança gosta de músicas, cantigas e brincadeiras de roda. Todas elas pertencem à cultura de nosso povo e todo esse conhecimento deve ser discutido, pesquisado e vivenciado no contexto escolar. O bom de trabalhar com elas na alfabetização é que as canções são facilmente memorizáveis e acompanhadas de brincadeiras tornam o aprendizado mais lúdico e prazeroso. Assim, a criança participa de situações de leitura e escrita mais facilmente. Afinal, ela já sabe o que está escrito e pode prestar mais atenção à forma como se escreve.
"A música estimula áreas do cérebro não desenvolvidas por outras linguagens, como a escrita e a oral.”

Objetivos:
  • Desenvolver a oralidade;
  • Estabelecer correspondência entre partes do oral e do escrito, ajustando o que se sabe a escrita convencional.
  • Resgatar brincadeiras e canções que fazem parte de nossa cultura.
  • Cantar e ampliar o repertório musical; produção de imagens de apoio às canções.
  • Perceber a música como parte essencial de nossa história e cultura.
  • Desenvolver habilidades em conteúdos propostos no plano de ensino, nos diferentes componentes curriculares, através da utilização de músicas e cantigas.
  • Conhecer alguns instrumentos musicais;
  • Desenvolver a criatividade e a imaginação;
Desenvolvimento:

1ª etapa
  • Resgataremos o conhecimento musical dos alunos através de brincadeiras e pesquisas junto a família.
  • Apresentaremos algumas cantigas e brincadeiras integrantes de nossa cultura que hoje já não são tão vivenciadas.
2ª etapa
  • Durante a apresentação dos conteúdos propostos em nosso plano de ensino, utilizaremos a música como principal recurso para alcançar os diversos objetivos almejados.
  • As músicas serão escolhidas de modo que venham ressaltar e enfatizar o assunto discutido.
  • Através delas realizaremos atividades como reescrita, identificação de palavras, produção e organização formal de um texto, discussão sobre o assunto principal incutido na música, memorização e organização do pensamento, confecção de fantoches e representações de algumas músicas, entre outras.
  • Estas atividades ao final do projeto serão integrantes de uma pasta com o seguinte tema e sub tema:
  • Projeto Alfabeticanção
  • “ Aprendendo com a música”
3º etapa
  • Resgataremos as cantigas e brincadeiras que hoje já não são priorizadas. Após a pesquisa e envolvimento dos alunos convidaremos as outras salas a participarem de algumas brincadeiras e canções no pátio da escola.

4º etapa

  • Baú da doce infância
  • Confeccionaremos um baú de cantigas e músicas infantis, explorando a criatividade e a imaginação do aluno. Os alunos participarão da parte escrita e ilustração das músicas e cantigas selecionadas.


5ª etapa
  • Apresentação para os pais.
  • Neste dia os alunos além da exposição de seus trabalhos apresentarão:
  • Encenação de uma cantiga de roda ( Rosa Juvenil)
  • Apresentação de algumas músicas e cantigas que contarão com a participação dos visitantes
  • Ensinarão algumas brincadeiras aos pais
  • Falarão sobre a importância da música, especialmente das cantigas de roda, bem como as brincadeiras que já não fazem parte da infância de hoje, pois foram substituídas pela tecnologia.
Avaliação

A avaliação será contínua, dando real importância ao empenho, dedicação e participação nas atividades propostas.

Lembrancinha alunos:
  • 1 CD com as músicas que as crianças mais gostaram e se envolveram durante o projeto.
  • 1 joguinho de 5 Marias
  • Aos visitantes:
  • 1 flor de balinhas de goma e uma mensagem
Materiais de Apoio:
  • Coleção Cirandinha
  • Coleção Alfabetizando através da música
Materiais para confecção:
  • 1 CD virgem (por aluno)
  • EVA de cores diversas
  • Restos de tecidos
  • 1 pasta com ferragem
  • Papel crepom
  • Palitos de churrasco
  • Balinhas de goma
  • Color set em cores variadas
  • Plástico transparente
  • Durex colorido
  • Papel microondulado
  • Cola quente
  • Papel espelho
  • Papel canson

    SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA O PROJETO

    COELHINHO

    DE OLHOS VERMELHOS, DE PÊLO BRANQUINHO
    DE PULO BEM LEVE EU SOU COELHINHO
    SOU MUITO ASSUSTADO PORÉM SOU GULOSO
    POR UMA CENOURA JÁ FICO MANHOSO

    EU PULO PRA FRENTE, EU PULO PRA TRÁS
    DOU MIL CAMBALHOTAS SOU FORTE DEMAIS
    COMI UMA CENOURA COM CASCA E TUDO
    TÃO GRANDE ERA ELA FIQUEI BARRIGUDO


    Desenhe o coelho:


    Recorte e cole o alimento que o coelho mais gosta;







    1- CIRCULE NA MÚSICA AS PALAVRAS QUE VOCÊ CONSEGUE LER SOZINHO.
    2- COPIE AQUI O TÍTULO DA MÚSICA E O SEPARE EM SÍLABAS;____________________________________________________________________________________



    O SAPO NÃO LAVA O PÉ

    O SAPO NÃO LAVA O PÉ
    NÃO LAVA PORQUE NÃO QUER
    ELE MORA LÁ NA LAGOA
    NÃO LAVA O PÉ PORQUE NÃO QUER
    MAS QUE CHULÉ



    1- CIRCULE O NOME DO ANIMAL QUE APARECE NA MÚSICA:
    ( ) SAGUI
    ( ) SAPO
    ( ) CAVALO


    1- DESENHE ESTE ANIMAL:



    2- FAÇA UMA LISTA DE ANIMAIS QUE VOCÊ GOSTA:
    _______________________
    _______________________
    _______________________
    _______________________
    _______________________




    PINTINHO AMARELINHO

    MEU PINTINHO AMARELINHO
    CABE AQUI NA MINHA MÃO, NA MINHA MÃO
    QUANDO QUER COMER BICHINHO
    COM SEU PEZINHO ELE CISCA O CHÃO

    ELE BATE AS ASAS ELE FAZ PIU-PIU
    MAS TEM MUITO MEDO É DO GAVIÃO
    ELE BATE AS ASAS ELE FAZ PIU-PIU
    MAS TEM MUITO MEDO É DO GAVIÃO



    PINTE O NOME DOS ANIMAIS QUE APARECEM NA MÚSICA;

    ESTES ANIMAIS TÊM O CORPO COBERTO POR:
    ( ) PENAS
    ( ) PÊLOS
    ( ) ESCAMAS

    A PALAVRA PINTINHO ESTA NO DIMINUTIVO, POIS INDICA UM TAMANHO PEQUENO; ENCONTRE NA MÚSICA OUTRAS PALAVRAS QUE TAMBÉM INDICAM TAMANHO PEQUENO E PINTE-AS;

    CIRCULE A ÚLTIMA SÍLABA DA PALAVRA PINTINHO E ESCREVA MAIS DUAS PALAVRAS COM NH;
    __________________ _____________________

    MARCHA SOLDADO

    MARCHA SOLDADO CABEÇA DE PAPEL
    QUEM NÃO MARCHAR DIREITO VAI PRESO NO QUARTEL
    O QUARTEL PEGOU FOGO FRANCISCO DEU SINAL
    ACODE, ACODE, ACODE A BANDEIRA NACIONAL

    CIRCULE A ÚLTIMA PALAVRA DE CADA LINHA DA MÚSICA.

    NAS PALAVRAS PAPEL, QUARTEL, SINAL E NACIONAL A LETRA L TEM O SOM DE _____________.

    VAMOS ESCREVER MAIS PALAVRINHAS COM AS SÍLABAS MÓVEIS:





    É HORA DA DOBRADURA!

    SE EU FOSSE UM PEIXINHO

    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA A MARIA DO FUNDO DO MAR



    CONTINUE A MÚSICA COMPLETANDO OS ESPAÇOS EM BRANCO COM OS NOMES DE SEUS AMIGUINHOS DA SALA DE AULA:

    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA ___________ E __________ DO FUNDO DO MAR


    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA ___________ E __________ DO FUNDO DO MAR


    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA ___________ E __________ DO FUNDO DO MAR


    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA ___________ E __________ DO FUNDO DO MAR


    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA ___________ E __________ DO FUNDO DO MAR

    SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR
    EU TIRAVA _______________ DO FUNDO DO MAR

    CRÉDITOS: http://www.soescola.com/2016/09/projeto-alfabeticancao-com-musicas-infantis-e-cantigas-de-roda.html
     

    Professora Amanda © 2008. Design By: SkinCorner